Conversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital

Conversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital :: Brapci 2.0
[Informação & Informação; v. 22, n. 1 (2017); 05-33]
Artigo
Conversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital

Resumo: Introdução: Curadoria Digital, em tempos pós-custodiais, convergente ao Design da Informação, propõem estratégias de curadoria e dentre as etapas a realizar, está a interação. O Twitter auxilia nessa aproximação e comunicação, facilita o compartilhamento da informação, bem como, possibilita a Curadoria de narrações de histórias.Objetivo: Apresentar iniciativas inovadoras presentes no Twitter de Curadoria Digital e o seu potencial para compartilhar informações preservadas pelos Arquivos Públicos Permanentes.Metodologia: Caracterizamos como uma pesquisa teórica e exploratória sobre a aplicação do Twitter na perspectiva da Curadoria Digital, interdisciplinar a Ciência da Informação. Foram levantados 10 Arquivos Públicos Permanentes em que verificamos sua convergência com o Twitter e, realizamos uma investigação de dois perfis de Arquivos para identificar seus conteúdos. Por fim, apresentamos iniciativas de narração de eventos históricos.Resultados: O Twitter oferece aos Arquivos a possibilidade de trabalhar narrações de eventos históricos, concomitantemente, publicar na plataforma documentos base da narração e construir acervo digital diverso do custodiado fisicamente pela instituição.Conclusões: Ações descritas na Curadoria Digital constituem uma natureza pós-custodial das atuações dos profissionais da informação nos Arquivos. Destacamos que o termo pós-custodial consiste numa categoria temporal e podemos adicionar o conceito de custódia ampliada, que não é temporal, mas de extensão.

Palavras-chave: Ciência da Informação. Tecnologia de Informação e Comunicação. Curadoria Digital. Tecnologia da Informação e Comunicação. Design da Informação. Arquivo Permanente.



Como citar
JORENTE, M. J. V.; BATISTA, L. S. Conversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital. Informação & Informação, v. 22, n. 1, p. 5-33, 2017. DOI: 10.5433/1981-8920.2017v22n1p05 Acesso em: 24 ago. 2019.

Compartilhe
propriedadevalor
DescritorConversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital
JORENTE, Maria José Vicentini; BATISTA, Lucinéia da Silva
Informação & Informação, n. 1, v. 22, p. 5-33, 2017. (Artigo) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/23466 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.5433/1981-8920.2017v22n1p05 (pt-BR) 3
TítuloConversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital (pt-BR) 3
AutorJORENTE, Maria José Vicentini (pt-BR) 1
AutorBATISTA, Lucinéia da Silva (pt-BR) 1
Link de acessohttp://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/23466/21049 (pt-BR) 3
EdiçãoInformação & Informação, n. 1, v. 22, 2017. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoInformação & Informação (pt-BR) 1
SessãoArtigo (pt-BR) 1
Disponibilizado2017-06-19 (pt-BR) 1
hasAbstractIntrodução: Curadoria Digital, em tempos pós-custodiais, convergente ao Design da Informação, propõem estratégias de curadoria e dentre as etapas a realizar, está a interação. O Twitter auxilia nessa aproximação e comunicação, facilita o compartilhamento da informação, bem como, possibilita a Curadoria de narrações de histórias.Objetivo: Apresentar iniciativas inovadoras presentes no Twitter de Curadoria Digital e o seu potencial para compartilhar informações preservadas pelos Arquivos Públicos Permanentes.Metodologia: Caracterizamos como uma pesquisa teórica e exploratória sobre a aplicação do Twitter na perspectiva da Curadoria Digital, interdisciplinar a Ciência da Informação. Foram levantados 10 Arquivos Públicos Permanentes em que verificamos sua convergência com o Twitter e, realizamos uma investigação de dois perfis de Arquivos para identificar seus conteúdos. Por fim, apresentamos iniciativas de narração de eventos históricos.Resultados: O Twitter oferece aos Arquivos a possibilidade de trabalhar narrações de eventos históricos, concomitantemente, publicar na plataforma documentos base da narração e construir acervo digital diverso do custodiado fisicamente pela instituição.Conclusões: Ações descritas na Curadoria Digital constituem uma natureza pós-custodial das atuações dos profissionais da informação nos Arquivos. Destacamos que o termo pós-custodial consiste numa categoria temporal e podemos adicionar o conceito de custódia ampliada, que não é temporal, mas de extensão. (pt-BR) 3
hasFileStorage_repository/335/2018/09/oai_ojs_www_uel_br_article_23466#00020.pdf () 1
hasIdConversações entre a rede social twitter e os arquivos permanentes: um estudo de curadoria digital
JORENTE, Maria José Vicentini; BATISTA, Lucinéia da Silva
Informação & Informação, n. 1, v. 22, p. 5-33, 2017. (Artigo) () 3
hasPageEnd33 (pt-BR) 1
hasPageStart5 (pt-BR) 1
SourceInformação & Informação; v. 22, n. 1 (2017); 05-33 (pt-BR) 3
Source1981-8920 (pt-BR) 3
TemaCiência da Informação (pt-BR) 1
TemaTecnologia de Informação e Comunicação (pt-BR) 1
TemaCuradoria Digital (pt-BR) 1
TemaTecnologia da Informação e Comunicação (pt-BR) 1
TemaDesign da Informação (pt-BR) 1
TemaArquivo Permanente (pt-BR) 1
TemaTwitter (en) 1