Formas de organização e enredamento para ações sociopolíticas. :: Brapci 2.0
[Informação & Informação; v. 12, n. 1esp (2007); 20-45]
Artigo
Formas de organização e enredamento para ações sociopolíticas.

Resumo: Formas organizativas baseadas em dinâmicas de enredamento entre ONGs e movimentos sociais têm surgido e se fortalecido no Brasil, sobretudo nos últimos 15 anos, sob diferentes denominações: aliança, articulação, coalizão, fórum, rede. São configurações que se diferenciam das redes sociais de indivíduos porque seus nós são “representações” coletivas de interesses, necessidades e identidades de grupos, comunidades e populações. Suas ações coletivas envolvem processos participativos e colaborativos fortemente apoiados em produção, apropriação e compartilhamento de conhecimento e saberes especializados, que orientam escolhas ideológicas, estratégias discursivas de contra-argumentação e táticas de intervenção nas arenas e agendas da esfera pública. Para isso, precisam contar em seus quadros, ou entre os seus colaboradores, com profissionais capacitados tanto na academia quanto na aprendizagem coletiva das lutas sociais – das locais às globais.

Palavras-chave: Rede Social. Sabere Especializado. Contra-argumentação.



Como citar
AGUIAR, S. Formas de organização e enredamento para ações sociopolíticas.. Informação & Informação, v. 12, n. 1esp, p. 20-45, 2007. DOI: 10.5433/1981-8920.2007v12n1espp20 Acesso em: 27 jun. 2019.

Compartilhe
propriedadevalor
DescritorFormas de organização e enredamento para ações sociopolíticas.
AGUIAR, Sonia
Informação & Informação, n. 1esp, v. 12, p. 20-45, 2007. (Artigo) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1776 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.5433/1981-8920.2007v12n1espp20 (pt-BR) 3
TítuloFormas de organização e enredamento para ações sociopolíticas. (pt-BR) 3
AutorAGUIAR, Sonia (pt-BR) 1
Link de acessohttp://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1776/1514 (pt-BR) 3
EdiçãoInformação & Informação, n. 1esp, v. 12, 2007. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoInformação & Informação (pt-BR) 1
SessãoArtigo (pt-BR) 1
Disponibilizado2007-12-15 (pt-BR) 1
hasAbstractFormas organizativas baseadas em dinâmicas de enredamento entre ONGs e movimentos sociais têm surgido e se fortalecido no Brasil, sobretudo nos últimos 15 anos, sob diferentes denominações: aliança, articulação, coalizão, fórum, rede. São configurações que se diferenciam das redes sociais de indivíduos porque seus nós são “representações” coletivas de interesses, necessidades e identidades de grupos, comunidades e populações. Suas ações coletivas envolvem processos participativos e colaborativos fortemente apoiados em produção, apropriação e compartilhamento de conhecimento e saberes especializados, que orientam escolhas ideológicas, estratégias discursivas de contra-argumentação e táticas de intervenção nas arenas e agendas da esfera pública. Para isso, precisam contar em seus quadros, ou entre os seus colaboradores, com profissionais capacitados tanto na academia quanto na aprendizagem coletiva das lutas sociais – das locais às globais. (pt-BR) 3
hasFileStorage_repository/335/2018/09/oai_ojs_www_uel_br_article_1776#00020.pdf () 1
hasIdFormas de organização e enredamento para ações sociopolíticas.
AGUIAR, Sonia
Informação & Informação, n. 1esp, v. 12, p. 20-45, 2007. (Artigo) () 3
hasPageEnd45 (pt-BR) 1
hasPageStart20 (pt-BR) 1
SourceInformação & Informação; v. 12, n. 1esp (2007); 20-45 (pt-BR) 3
Source1981-8920 (pt-BR) 3
TemaRede Social (pt-BR) 1
TemaSabere Especializado (pt-BR) 1
TemaContra-argumentação (pt-BR) 1